Blog

O domínio .br completa 30 anos de existência

O surgimento do '.br' foi em 1989, quando o cientista de computação Jon Postel responsável pela atribuição de ccTLDs (ccTLD ou country-code Top Level Domain), delegou o '.br' a um grupo que operava redes acadêmicas na Fapesp. O ccTLD refere-se a um domínio nacional de nível superior que é reservado para uso dos países. Quando Jon, delegou o “.br” para a Fapesp, o Brasil passou a marcar presença na internet, mesmo sem ter alguma conexão de internet estabelecida, foi apenas em 1991, que a internet foi estabelecida no país. Neste ano, alguns subdomínios como o 'gov.br', 'com.br', 'net.br', 'org.br' e 'mil.br' foram criados e destinados ao Governo, empresas, organizações sem fins de lucro e as forças armadas.

Em 1995 o acesso à internet aumentou, nesta época existiam 851 domínios registrados, porém quando chegou-se ao fim do ano de 1996, os registros multiplicaram, eles agora já estavam o número de 7.500. Dez ano depois, em 2006, a marca de 1 milhão de registros era alcançada. Foi um crescimento acelerado, hoje, já são mais de 4 milhões de nomes registrados e por conta desses 4 milhões de registros, o Brasil está no ranking dos 10 domínios mais populares, ocupando a 7ª posição.

Como consequência do aumento dos registros passou-se então a ter uma quantidade maior de categorias, hoje já somam aproximadamente 120 opções. Dentre essas existem opções para interesses específicos (como 'ong.br', 'art.br', 'eco.br'), para profissionais liberais ('bio.br', 'adm.br', 'mus.br', 'med.br', 'eng.br'), para identifições de cidades ('rio.br', 'manaus.br', 'cuiaba.br', 'floripa.br', 'foz.br'), etc. Vale destacar que o uso do '.br' é restrito a indivíduos e empresas no Brasil por isso ele, diferencia-se de outros domínios, além de que, ele oferece recursos de segurança por token e resolução de DNS com garantia de segurança e criptografia.

Compartilhe: